No blog desta semana quero conversar com vocês sobre inadimplência. Um assunto que gera um desconforto para credores e devedores, mas que deve ser administrado com bastante cuidado pelas empresas.

É muito complexo determinar um nível ou percentual de inadimplência aceitável na sua empresa. Porém o que posso afirmar com convicção é que o valor total a receber, já vencido, não deve jamais comprometer o capital de giro da empresa.

 Por exemplo, se seu capital de giro mensal é de R$ 10.000,00 e no mês você ficou com R$ 12.000,00 de recebimentos em aberto, você está comprometendo todo o capital de giro da empresa. Este é um exemplo de inadimplência inaceitável e que compromete a continuidade dos seus negócios, pois se você descapitalizar seu negócio, vai precisar de capital de terceiros para manter suas atividades e normalmente este capital é originário de empréstimos a juros mais altos do que os juros que poderão ser recebidos de seus clientes inadimplentes, caso eles venham a quitar suas dívidas.

Quando o nosso cliente não paga no vencimento, somos nós que no final das contas estamos financiando esse cliente inadimplente.

Existem algumas ações que podem ser implantadas nas empresas e que colaboram para diminuição deste índice:

 

1º Ação : TENHA OS DADOS DE SUAS COBRANÇAS ORGANIZADOS

 Para controlar, primeiro é preciso mensurar! Tenha um controle do seu financeiro, seja através de planilha ou de um sistema. Saiba quem são seus clientes, data de vencimento, valores de cada cliente devedor e o montante do que está em aberto. De acordo com o perfil do cliente e do tempo de atraso da parcela, é possível estipular uma ordem de ações que podem ser executadas para uma cobrança efetiva.

 

2º Ação : TENHA UM SISTEMA DE COBRANÇA EFICAZ

Definir uma política de crédito e de cobrança é fundamental para sustento a longo prazo de uma empresa lucrativa. Um sistema de cobrança eficaz é aquele capaz de ao longo do tempo reduzir a zero a inadimplência. Seja preventivo!

É cada vez mais comum as empresas enviarem lembretes de vencimento para seus clientes, ajudando-os a organizarem seus pagamentos. Desta forma, nenhum cliente corre o risco de esquecer o dia do pagamento. O aviso de vencimento por si só não garante que ele pague, mas gera uma aproximação e comprometimento do cliente com sua empresa. Depois de vencida a cobrança, você precisa estabelecer um processo para tentar receber os valores de seus clientes. Desde a ligação, e-mail ou mensagem, cada detalhe precisa ser pensado para que de forma rápida você consiga negociar valores e prazos com os devedores.

 

3º Ação : AUTOMATIZE AÇÕES DE COBRANÇA

Não pense que ter um sistema de cobrança eficaz vai te trazer mais trabalho. Pelo contrário, a ideia é que você automatize alguns processos, como envio de e-mais, mensagens ou até mesmo invista num sistema de negociação online. Estas ações automatizadas reduzem tempo de trabalho fazendo com que você possa focar nas demais ações da cobrança. Nos e-mails, utilize os dados do seu sistema para trazer na mensagem, o nome, e-mail, dia de vencimento, valor original da cobrança e link para o boleto atualizado.

 

4º Ação : ADOÇÃO DE PAGAMENTO UPFRONT

O pagamento upfront nada mais é que a antecipação de parte do valor da sua venda, seja ela de produto ou de serviço. Assim, se o cliente faz uma compra de R$ 1.000, a empresa pode solicitar uma entrada de R$ 300 e parcelar o restante. Apesar de não ser precisamente uma medida para reduzir a inadimplência, ela ajuda a melhorar o fluxo de caixa em curto prazo e diminui o impacto do prejuízo, em caso de não pagamento .

 

5º Ação : ESTEJA LEGALMENTE AMPARADO

Medidas mais extremas de cobrança podem ser tomadas desde que você tenha amparo legal. Negativar um cliente ou gerar cobranças judiciais, devem ser os últimos estágios de uma cobrança e precisam ser embasada em documentos como: notas fiscal, contratos , boletos e etc.

 

Não esqueça que o objetivo da política de cobrança deve ser sempre chegar a um acordo para o pagamento da dívida.

 

Escrito por: Magali Neves | Analista de Negócios da WD House